Cerimónia de inauguração do Largo Alberto I do Mónaco, no Funchal, no dia 5 de Setembro de 2017.

Mensagem proferida pelo Representante da República na cerimónia de inauguração do Largo Alberto I do Mónaco, no Funchal, no dia 5 de Setembro de 2017.

Site _1

 

 

 

 

Permitam-me Vossas Excelências que, nestas palavras necessariamente breves, me dirija especialmente a Vós, Vossa Alteza Sereníssima, dizendo, com a maior simplicidade mas de forma muito sentida, da grande alegria que é ter-Vos hoje entre nós.

Alegria pelo ato que aqui Vos traz, nesta homenagem da Cidade do Funchal ao Príncipe Alberto I e às pioneiras expedições oceanográficas que, sob o seu comando, passaram por estas ilhas há já mais de um século.

A História e a Ciência sempre evoluíram pelo génio de alguns Homens de exceção - pioneiros, exploradores e sonhadores - que quiseram e tiveram a coragem de ir mais longe, no conhecimento dos elementos que nos rodeiam.

É hoje claro que as Expedições do Príncipe Alberto I foram um decisivo passo no labor científico de conhecimento do mar e dos seus mistérios.

E aquelas expedições fizeram muito mais.

Ao criar a oceanografia moderna e ao desvendar segredos do Mar, os trinta anos de explorações mostraram um novo Mundo, que importa Conhecer, Proteger e Preservar para as gerações futuras.

Mas quantos Bancos Princesa Alice, quantas Fossas Hirondelle, quantas mais formações submarinas continuam à espera de serem conhecidas?!

Por isso, é também grande o nosso reconhecimento a Vossa Alteza Sereníssima por ter decidido retomar, através das "Monaco Explorations", os passos pioneiros do vosso ilustre antepassado.

E muito nos honra e sensibiliza que o primeiro passo nesta ambiciosa jornada científica de três anos, que percorrerá os mares do Planeta, comece justamente no Arquipélago da Madeira.

Nesta parcela de Portugal, a primeira terra descoberta e povoada por povos europeus fora da Europa na grande aventura da Expansão Marítima de Quinhentos, encontrará Vossa Alteza Sereníssima uma Comunidade que olha o Mar como a sua Porta para o Mundo e a sua Janela para o Futuro.

E que se preocupa em educar os seus filhos no respeito pela Natureza e na necessidade de fazer uma exploração sustentável dos nossos recursos.

Creia Vossa Alteza Sereníssima que somos uma Comunidade que se esforça por preservar o único Património Mundial Natural sob a égide da UNESCO em Portugal, a Floresta Laurissilva, e por salvar da extinção algumas espécies da nossa fauna, como o lobo-marinho, as freiras da Madeira e do Bugio e a Cagarra.

Por todo o apoio neste desígnio, a Vossa Alteza Sereníssima, o muito obrigado sincero de Portugal.